Notícias

Torrent faz campanha para ampliar engajamento sobre o Alzheimer

Postagem feita em 22 de Setembro de 2017

A Torrent do Brasil está lançando uma campanha digital para conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce e correto da Doença de Alzheimer, que segundo os dados mais recentes do IBGE afeta cerca de 1,2 milhões de pessoas no Brasil.

Engajada nessa batalha pela informação e prevenção do problema, a Torrent estará alimentando sua página no Facebook com posts e conteúdos inéditos sobre a doença, e com o upload do vídeo #NãoseEsqueça, disponível no Youtube.

Nele, é possível assistir à reação das pessoas diante de uma atriz que simula estar perdida e confusa nas ruas centrais de São Paulo. A intenção é mostrar como é importante a atuação solidária e como é essencial que os familiares fiquem atentos aos primeiros indícios do Alzheimer nos idosos e como a prevenção pode auxiliar na qualidade de vida dos pacientes, família e cuidadores.

A campanha, compartilhada com o apoio da ABRAZ (Associação Brasileira de Alzheimer, começou dia 1 de setembro e culminará dia 21 de setembro, que é o Dia Mundial da Doença de Alzheimer. O objetivo da Torrent é engajar, por meio da campanha, 2 milhões de pessoas.

De acordo com a neurologista Dra. Ana Luisa Rosas, diretora científica da ABRAZ, a intenção é estimular o debate sobre a doença, ainda cercada de muitas dúvidas e desinformação. “É importante conscientizar tanto familiares quanto cuidadores desses pacientes e o público em geral sobre como lidar com o problema”.

Ela destaca que aos primeiros sinais que possam indicar a doença, como esquecimentos ou alterações comportamentais, já se deve procurar ajuda médica junto a geriatras ou neurologistas, porque certos sintomas podem ser confundidos com atitudes decorrentes do envelhecimento, o que nem sempre é natural.

O alerta da especialista é evitar a busca sem critérios sobre a doença na internet. “Nem tudo que é publicado na rede tem base científica e somente médicos podem confirmar o diagnóstico. Muitas vezes as queixas de memória, por exemplo, podem estar relacionadas a outras doenças, como stress ou depressão, por exemplo”.

Outro fato importante sobre o Alzheimer é que a comunidade médica tem feito diagnósticos de forma mais precoce e até encontrado casos em uma população mais jovem do que o habitual para essa doença neurodegenerativa, que em geral atinge pessoas acima dos 75 anos.

“Em alguns casos existe um componente genético associado. Ainda não há prevenção para a doença, mas se controlarmos os fatores de risco cardiovasculares, diabetes e hipertensão arterial, tivermos uma alimentação saudável e fizermos atividades físicas regulares, podemos evitar não apenas o Alzheimer, como praticamente todas as doenças neurodegenerativas.”

Cuidando de quem cuida - A Dra. Ana Luisa destaca que o foco da ABRAZ é proporcionar informações corretas sobre o Alzheimer e, principalmente, cuidar de quem cuida do paciente, seja um familiar ou profissional.

“É um papel difícil, pois muitas vezes o familiar cuida do doente, mas não tem quem cuide dele e ainda pode ser muito cobrado ou criticado, o que pode prejudicar as relações familiares, conjugais e profissionais”.

Por isso a ABRAZ procura ajudar com informações por meio de cursos, entrevistas, vídeos, palestras, grupos de apoio, página no Facebook, e até com a desmistificação de aproveitadores.

A página oficial da ABRAZ no Facebook é um canal confiável para obter contato e respostas, até porque a própria Dra. Luísa está por trás de tudo que ali é publicado.

Os interessados em se integrar aos grupos de apoio ou mesmo pedir um auxílio ou orientação podem utilizar os e-mails saopaulo@ABRAZ.org e ABRAZsaopaulo@gmail.com.

Para visualizar o vídeo, é só dar play

. Assista e compartilhe com ahashtag #nãoseesqueça.